Calgaro Advogados Associados - OAB/SC 3420

INFORMATIVOS



​Integrar conselho ou diretoria de associação prejudica aposentadoria?

CNPJ das associações e CPF dos membros da direção são vinculados na Receita Federal
04/02/2022


No campo ou na cidade, existem muitas associações que contribuem com o progresso das comunidades, colaborando de forma positiva para o desenvolvimento social e econômico dos municípios. Entre essas entidades, estão as associações comunitárias de poços artesianos, pais e professores, associações de moradores, camping, clube de bocha, associações de mães, idosos, portadores de LER/Dort, fibromialgia, entre tantas outras.
 
“Acontece que todas as associações possuem um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) e cada membro da sua diretoria ou conselho tem o CPF (Cadastro de Pessoa Física) registrado na Receita Federal. Assim, a pessoa que integra ou integrou algum cargo, tem que informar se recebeu ou não remuneração daquela entidade, ao solicitar a sua aposentadoria”, informa o advogado previdenciarista, Carlos Alberto Calgaro.
 
No caso dos agricultores, para terem direito à aposentadoria, é necessário 55 e 60 anos de idade, mulheres e homens, além de comprovar 15 anos de atividade exclusivamente rural. “Na análise destes pedidos de aposentadoria, se a participação nas associações não for clara, o analista do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que irá analisar o pedido de aposentadoria, pode entender que a pessoa recebia salário ou remuneração da entidade, descaracterizar a atividade rural e negar o benefício”, explica o advogado.
 
A boa notícia, segundo o advogado, é que tem como reverter a situação em caso de trabalho voluntário, aquele realizado sem remuneração, pois a justiça entende que “se nem mesmo a função de dirigente sindical ou de vereador descaracterizam a condição de segurado especial (art. 11, § 9º, IV e V, da Lei 8.213/91), a presidência de associação comunitária não se revela incompatível com a condição de segurado especial, seja pela possibilidade de cumulação das atividades, seja porque a rigor não há contraprestação pecuniária ao presidente de associação comunitária” (TRF, 5010145-95.2016.4.04.9999).

Já se o cargo exercido nas associações foi remunerado, haverá a possibilidade real de vir uma aposentadoria de maior valor, o que precisa ser analisado com bastante atenção, por ser mais vantajoso.
 
Sempre que existirem dúvidas a respeito de assuntos relacionados às aposentadorias e benefícios do INSS, um profissional especializado na área previdenciária saberá auxiliar nas escolhas mais assertivas.

Fonte: Andrieli Trindade - Jornalista /Calgaro Advogados Associados - OAB-SC 3420 / contato@calgaro.adv.br


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR








Atendimento

49 . 3442 1385

49 . 99909 3533


Atendemos de segunda a sexta das 08h às 19h e, nos sábados, das 08h às 11h30

Rua Marechal Deodoro, 1246

Ed. San Gabriel,

Concórdia / SC

89700-055