Calgaro Advogados Associados - OAB/SC 3420

INFORMATIVOS



​Colonos e motoristas podem receber benefício de auxílio-acidente e continuar trabalhando

Sequelas de acidentes de qualquer natureza que reduzem a capacidade, geram direito a benefício no INSS
26/07/2022

No último dia 25, tivemos a comemoração de duas importantes e fundamentais profissões: do colono (nosso agricultor) e motorista. Um produz e o outro transporta o alimento que diariamente chega à nossa mesa. São atividades que possuem uma significativa importância para vários municípios, dente eles Concórdia, que está completando seus 88 anos.
 
A agricultura e o transporte, apesar do auxílio de máquinas e equipamentos, ainda são setores econômicos que registram um grande número acidentes de trabalho. As lesões, se não causam invalidez em sua totalidade, reduzem a capacidade para o trabalho, a exemplo de amputações, paralisias, diminuição da força e flexão da coluna, mãos, braços e pernas.
 
Quando isso acontece, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) dispõe do benefício por incapacidade para a pessoa que sofreu o acidente precisar mais que 15 dias para se recuperar. “Após a recuperação e retorno ao trabalho, ficando sequela do acidente que reduz a capacidade do profissional, ainda que seja mínima, o INSS paga o auxílio-acidente que na média representa a metade do valor recebido antes da alta”, informa o advogado previdenciarista, Carlos Alberto Calgaro.
 
O auxílio-acidente será pago até o início da aposentadoria da pessoa, garantindo um valor maior neste benefício. O auxílio-acidente também permite que o trabalhador continue desenvolvendo sua profissão. “Mesmo que o acidente tenha ocorrido há algum tempo e o trabalhador acidentado tenha voltado ao trabalho, ele ainda possui o direito de reivindicar o auxílio-acidente”, comenta o advogado.
 
Ainda, segundo Calgaro, o auxílio-acidente não está relacionado apenas aos acidentes de trabalho, uma vez que, acidente de qualquer natureza que tenha deixado sequelas, tem essa cobertura. Alguns exemplos são os acidentes domésticos, em jogos de futebol, em atividades de laser ou de trânsito, entre outros.
 
Quando a lesão for grave, que incapacite o profissional ao ponto de não poder desenvolver a sua função, o INSS também tem a aposentadoria por invalidez. Importante destacar que, quando se trata de aposentadorias e benefícios no INSS, uma orientação com um profissional especializado em previdência será de grande valia para a conquista do melhor e mais vantajoso benefício.

Fonte: Andrieli Trindade - Jornalista /Calgaro Advogados Associados - OAB-SC 3420 / contato@calgaro.adv.br


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR








Atendimento

49 . 3442 1385

49 . 99909 3533


Atendemos de segunda a sexta das 08h às 19h e, nos sábados, das 08h às 11h30

Rua Marechal Deodoro, 1246

Ed. San Gabriel,

Concórdia / SC

89700-055