Calgaro Advogados Associados - OAB/SC 3420

INFORMATIVOS



​Os benefícios do INSS para ansiedade, depressão e outros transtornos

Os auxílios por incapacidade temporária ou permanente asseguram renda da pessoa incapacitada para o trabalho.
13/09/2022

A Campanha Setembro Amarelo tem recebido ênfase abordando temas relacionados à prevenção do suicídio e desperta reflexões sobre a presença das doenças mentais em nosso dia a dia. Dados mais recentes divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que, em 2019, quase um bilhão de pessoas – incluindo 14% dos adolescentes do mundo – viviam com algum transtorno mental.

A ansiedade, por exemplo, atinge mais de 260 milhões de pessoas. Aliás, o Brasil é o país com o maior número de pessoas ansiosas: 9,3% da população, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). E não para por aí. Novos dados mostram que 86% dos brasileiros sofrem com algum transtorno mental, como ansiedade e depressão.

O levantamento feito pela Vittude, plataforma on-line voltada para a saúde mental, aponta que 37% das pessoas estão com stress extremamente severo, enquanto 59% se encontram em estado extremamente severo de depressão. A ansiedade extremamente severa atinge níveis ainda mais altos: 63%.

Estas doenças geram direito aos benefícios previdenciários quando afetam a capacidade laborativa. Depressão, transtornos obsessivos compulsivos, transtornos devido ao uso de álcool ou drogas, ansiedade (como síndrome do pânico, fobias, etc.), bipolaridade, esquizoafetivo e do espectro autista, são patologias mais comuns vistos no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

“Muitos não sabem que os transtornos mentais também dão direito aos benefícios previdenciários de auxílio por incapacidade temporária (também conhecido como auxílio-doença) e, à aposentadoria por incapacidade permanente (aposentadoria por invalidez), nos casos mais graves, desde que a doença incapacite a pessoa para as atividades ou diminua sua capacidade para o trabalho”, afirma o advogado previdenciarista Carlos Alberto Calgaro.

O advogado informa também que, quando o doente precisar de acompanhamento contínuo de outra pessoa (cuidador), ele pode estar pedindo um acréscimo de 25% no valor da sua aposentadoria.

Ainda é comum ouvir pessoas com doenças psiquiátricas relatando dificuldade para conseguir benefícios no INSS. Sendo assim, uma orientação especializada com advogado com experiência na área previdenciária será de grande ajuda no encaminhamento de benefícios por incapacidade.

Como o foco da Campanha Setembro Amarelo é prevenção, destacamos o trabalho realizado pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), associação civil sem fins lucrativos que trabalha com prevenção ao suicídio, por meio de voluntários que dão apoio emocional a todas as pessoas que querem e precisam conversar. Se você estiver precisando de ajuda emocional, ligue 188. A ligação é gratuita.

Se preferir, temos um conteúdo em vídeo falando sobre este assunto. Acesse: https://cutt.ly/2Wk3eL2

Fonte: Andrieli Trindade - Jornalista /Calgaro Advogados Associados - OAB-SC 3420 / contato@calgaro.adv.br


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR








Atendimento

49 . 3442 1385

49 . 99909 3533


Atendemos de segunda a sexta das 08h às 19h e, nos sábados, das 08h às 11h30

Rua Marechal Deodoro, 1246

Ed. San Gabriel,

Concórdia / SC

89700-055