Calgaro Advogados Associados - OAB/SC 3420

INFORMATIVOS



​INSS fechado até 19 de junho. Saiba como encaminhar a aposentadoria

Encaminhar pedidos pela internet não tem sido uma tarefa fácil. Uma ajuda especializada faz a diferença.
29/05/2020

Com as agências do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) fechadas até 19 de junho, os canais digitais como o portal “Meu INSS” e o telefone 135 estão abertos à população para encaminhar benefícios e aposentadorias. No entanto, encaminhar pedidos pela internet não tem sido uma tarefa fácil. O site do INSS tem travado com frequência, é confuso, nem todos conseguem acessar os caminhos necessários e, quando conseguem, ainda pode acontecer de a pessoa com pouca experiência e sem um conhecimento mais apurado sobre as espécies de aposentadorias acabar escolhendo por engano o benefício de menor valor ou, ainda, dando causa para o INSS lhe negar o benefício. É nesse momento que um auxílio especializado faz a diferença.
 
“Encaminhar a aposentadoria ou até mesmo um auxílio-doença no INSS pode parecer fácil, mas se as informações apresentadas pela pessoa tiverem alguma inconsistência, ou ocorrer algum equívoco, o risco dela ganhar uma aposentadoria mais baixa ou, o de não conseguir concluir os passos exigidos no Meu INSS, são grandes”, informa o advogado, especialista em direito previdenciário, Carlos Alberto Calgaro.
 
Já se a situação for de benefício de auxílio-doença concedido por tempo determinado e o trabalhador ainda não estiver em condições para voltar ao trabalho, ele poderá fazer o pedido de prorrogação de forma virtual, uma vez que os médicos peritos não estão realizando perícia de forma presencial.
 
“Nesse caso, as pessoas terão que anexar documentos médicos atualizados legíveis e sem rasuras, com assinatura do profissional e carimbo de identificação com registro do Conselho de Classe, ter informações sobre a doença ou CID (Classificação Internacional de Doenças) e conter o prazo estimado de repouso necessário. Como o sistema oscila bastante, pode ser que a pessoa tenha que fazer várias tentativas até conseguir anexar”, diz Calgaro.
 
Sempre é bom lembrar que, para receber auxílio-doença é preciso: estar contribuindo para o INSS, ter a carência (12 meses de contribuição) e apresentar documento que comprove a incapacidade para o trabalho. “Quem está na fila do auxílio-doença pode receber antecipação de um salário mínimo (R$ 1.045) por até três meses”, comenta o advogado.
 
E, quanto à prova de vida, ela está suspensa por 120 dias. Durante esse período, os aposentados e pensionistas não precisarão comparecer a uma agência do banco pagador do benefício, nem fazer o procedimento por procuração.
 
Se você está querendo encaminhar sua aposentadoria, prorrogar auxílio-doença ou fazer a revisão do benefício que recebe hoje e sentir dificuldade para realizar os procedimentos, mais que nunca será preciso uma ajuda especializada.

Fonte: Andrieli Trindade - Jornalista / Calgaro Advogados Associados - OAB-SC 3420 / contato@calgaro.adv.br


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR








Atendimento

49 . 3442 1385

49 . 3444 1127

49 . 99909 3533


Atendemos: Segunda a sexta das 08h às 12h e das 13h30 às 18h

Rua Marechal Deodoro, 1040

Ed. Dom Afonso, Salas 05, 404 e 405

Concórdia / SC

89700-055